• finestrino

Quanto Custa viajar para Roma

Ano da viagem: dezembro 2007 | abril 2013


Eu estive duas vezes em Roma. A primeira foi para passar o ano novo e estava muito muito frio. Foi a última parada de uma viagem que fiz com meus pais quando eles foram me visitar (eu morava em Milão na época). De Firenze a Roma é bem pertinho, em 2h você está lá e o trem é barato.


Na segunda vez que fui, este ano, peguei um aéreo que saía de lá, então aproveitei para descer antes e passear um pouco antes de voltar pro Brasil. O trajeto foi partindo de Milão, também de trem.


Aqui vou fazer as contas de quanto custa 4 dias em Roma, só pra dar uma base de gastos. Claro que a cidade tem muita coisa pra ver e se puder, fique mais tempo.


Origem e destino: Firenze – Roma | Milão – Roma


Passagens de trem: cerca de R$ 290 (aqui fiz uma média das 2 viagens, somando ida e volta e usando câmbio atual do dia, então esse valor pode variar, tanto pelo preço das passagens, quanto pelo câmbio)


As duas viagens que fiz foram partindo de dentro da Itália mesmo, então foi bem mais barato do que saindo daqui do Brasil. Porém, tem tido muitas passagens baratas pra Europa, e inclusive teve aquela loucura da Iberia vendendo passagens a R$ 500. Tem que ficar de olho nas promos. Como estou colocando aqui os meus gastos, vou realmente só incluir o trecho de trem, afinal, foi o que gastei mesmo.


Tempo de estada: 4 dias


Hospedagem: R$ 00!!

Eba, mais uma vez consegui economizar e fiquei na casa de um couchsurfer. Contei aqui sobre ela. Foi ótimo ficar lá, além de muito querida, era fácil chegar com o sistema de transporte público, região tranquila e perfeito para conversar com um local. Eu adoro esse sistema.


Alimentação: cerca de R$ 180

Bem, é claro que esse valor varia bastante conforme o que você quer comer e onde quer comer. Roma tem bastante opção barata de massa e também de panini (sanduíches). É fácil encontrar pedaço de pizza por 1,50 euro no mercado municipal e pratos de massa por 8 euros.


Aqui também já estou contando sorvetes (claaaro) e alguns chocolates que comprei no caminho. Ainda teve uma noite que jantamos em casa e a couchsurfer não deixou eu pagar.


Transporte: R$ 100

Roma é ótima porque toda a parte mais histórica dá para fazer a pé, e nos dias que for mais longe, para a parte sul ou norte da cidade, vale a pena comprar o bilhete diário que custa 6,50 euros e pode usar quanto quiser. O bilhete para trajeto único custa 1,50 euros.


Aqui já somei os 6 euros para ir até o aeroporto no dia da volta e mais 10 euros que usei de táxi quando cheguei na cidade. Com mala pesada eu simplesmente não estava no clima da economia para pegar ônibus e me dei este luxo.

Passeios e museus: R$ 265

Outra vantagem de cidade antiga: o que tem pra ver é ao ar livre, ou seja, de graça. O que me custou caro na 1ª viagem foi a visita ao Vaticano que custa 16 euros, e o que me custou caro na 2ª viagem foi um tour particular que eu fiz e custou 60 euros.


Na 2ª visita, não fui novamente ao Vaticano, por exemplo. Roma tem museus pagos sim, mas não são muitos e o mais legal de ver, é quase tudo gratuito.


Somei aqui também a visita ao Coliseu, que é paga e custa 12 euros. O resto, Pantheon, as praças, os parques, os prédios, os foros… tudo free!


Total médio da minha viagem: R$ 835

Vale lembrar que é sempre bom levar um pouco a mais. Aqui não contabilizei compras, até porque não fiz muitas por lá, só levei 3 livros e chocolate quente da Lindt, e um souvenir pra família que dá para contar como uns R$ 160. Acho interessante contabilizar mais uns R$ 350 para compras diversas se você quiser, lembrando que tem outlets em Roma, aí o valor pode subir bastante. Sem contar que claro, é bom ter mais para algum imprevisto.


Lembre que aqui não contei o preço de hospedagem pois não gastei nada com isso e o trecho de viagem foi terrestre no próprio país, e não saindo do Brasil. Dependendo de onde estiver, e se não tiver onde ficar, tem mais isso para colocar na conta!

0 visualização
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle