• finestrino

O que fazer em São Luís

Como todo bom viajante, antes de cair na estrada eu busco informações sobre os lugares que pretendo visitar. Com São Luís não foi diferente e tudo que li e tudo que me disseram era que a cidade era muito feia, suja e perigosa.


Depois de viajar um pouco por aí, eu sempre fico com receio de comentários como “a mais linda” ou “a mais feia” ou coisas do tipo que sejam bem enfáticas, afinal, gosto é gosto. Sempre procuro visitar o melhor da cidade e conhecer sem ir pensando tanto no que falaram.

Porém, contudo, todavia, depois de visitar São Luís, eu preciso concordar com o que me falaram sim. Na realidade a cidade tem um potencial turístico incrível na parte histórica, tem coisas muito interessantes para serem vistas e visitadas, mas é tudo muito largado, desleixado e mal cuidado.


O centro histórico é tão bonito, mas a maioria dos casarões antigos (a cidade já tem mais de 400 anos) estão abandonados e as coisas não são muito preservadas e bem aproveitadas. Caminhei por lá imaginando como seria perfeito uma sorveteria bacana ali, um café lá e lojinhas típicas por todo canto, coloridas uma do lado da outra. Infelizmente não tem nada disso.


As casas em sua maioria tem acabamento em azulejos europeus pintados a mão da época da colonização. São tão lindos, únicos, felizes… mas agora estão a Deus dará.


Enfim, busquei algumas informações e aproveitei ótimas dicas de uma leitora (alô Tati!) para conhecer o que tinha de cultura por lá. Tem coisa legal para aprender com a cidade. Vou colocar na ordem que fizemos e que provavelmente será o mais fácil pra você também. Mas pode mudar se quiser tá? Eu deixo.

Convento das Missões

Começamos por ele porque era o mais afastado de onde estávamos hospedados. Pegamos um táxi até lá – que aliás, é barato – e sem saber muito o que esperar, começamos o passeio.


O Convento tem entrada gratuita e você pode fazer a visita guiada ou não. É tudo gratuito, então é interessante pegar o guia pra entender melhor do local. Ele começou a ser construído em 1654 e era muito mais simples do que é hoje. Apenas em meados do século 19 começou a tomar a forma. Passou como Seminário Menor e até 1980 abrigou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Foi reformando bastante desde então.

Embaixo tem o pátio com o poço original da época e que ainda funciona, dois carros da família Sarney em exposição e um jardim muito bonito mais para a lateral. Dali dá pra ter uma vista legal da cidade.


Na parte de cima tem um museu com vários itens da história brasileira. Alguns são originais, outros apenas réplicas ilustrativas. Achei interessante que tem a 1ª Constituição do país e essa parede com foto de todos os nossos Presidentes:

Na sequência tem uma parte inteira dedicada ao Sarney. Ok, não precisamos gostar dele, mas é bem interessante. São peças originais de vários momentos chave do Brasil dessa época. Itens pessoais muito pomposos e cheios de luxo.


Depois há ainda uma sala com muitos presentes que foram dados ao Sarney na época da Presidência. Presentes do mundo todo, de artistas, políticos, atletas. Tem espadas samurai, itens de A.C., quadros, esculturas… Imagina ter tudo isso em casa!


Centro Histórico

De lá fomos caminhando pelo centro histórico. Como falei acima, por ali é tudo largado e tem pouco movimento. Confesso que dá um medinho caminhar por ali. Como estava vazio, foi bom de fotografar as casas antigas.

Aliás, São Luís é Patrimônio da Humanidade com toda sua história. É, precisava de mais conservação, né? São no total 3500 casa que compõe o centro histórico.


Essa foi um dos 2 prédios mais conservados e bonitos que vimos por lá. Ela foi construída pelos jesuítas em 1699 e claro que já foi muito reformada. Em 1922 foram adicionados detalhes neoclássicos e nos anos 50 o teto da igreja é que foi remodelado. O altar ainda possui peças barrocas do século 19. Como não estávamos com muita sorte nesse dia, não pude visitar o interior da igreja porque estava passando por reformas para abrir no dia seguinte! Que timing né?


Palácio dos Leões

Um pouco mais pra frente da Sé está o Palácio dos Leões, o outro prédio conservado que vimos. Ele foi erguido em 1612 pelos franceses e era conhecida como Fortaleza de São Luis (realmente é muito muito grande e em posição estratégica com vista pro mar).


Depois de um tempo foi tomada e remodelada pelos portugueses e hoje abriga o Governo da cidade e é possível fazer visita guiada lá dentro para conhecer os belos salões e obras de arte.

É claro que ele estava fechado quando fomos devido a algumas greves recentes. Murphy sempre junto. Não deu pra ver o interior da Catedral e nem do Palácio!!


Teatro Arthur Azevedo

O Teatro fica um pouco mais retirado pra dentro do centro e dá pra ir a pé pra lá também. Nesse só passamos na frente pois estava fechado. (novidade da viagem, hehe).

Ele é o 2o mais antigo do Brasil, com inauguração em 1817. Ficou abandonado por 30 anos (até 1991), até ser reformado em 2005. Também é possível visitar o interior do teatro com guia.


Museu Histórico e Artístico

Esse foi meu preferido de São Luís. Minha ideia nem era ficar entrando em museu e mais museu, mas estávamos ali, o museu estava aberto (até que enfim alguma coisa) e entramos.

Custa R$ 2,50 com visita guiada. A maravilha foi que estava vazio, então deu pra ver tudo muito bem. Não é possível tirar fotos lá dentro, por isso não vou ilustrar tudo que vimos. Basicamente este museu é uma casa antiga típica Maranhense.


É lindo demais, tudo muito organizado, limpo, com peças originais incríveis e carregadas de história local. Vale demais a pena visitar, e o guia que nos atendeu era ótimo e explicou tudo super bem. Adorei a visita.


Fonte do Ribeirão

Essa é apenas uma fonte, mas ela é de 1716 e é a mais bem conservada da cidade. A água que passa ali não é potável, mas o pessoal usa para limpar calçadas e afins.

É claro que tem mais coisas pra ver na cidade, tem outros museus e igrejas, mas não conseguimos fazer tudo em um dia. O que eu mais gostei foi de ver os azulejos coloridinhos, gostei muito disso e queria vê-los preservados, limpos e bonitinhos em cada casa. Quem sabe em breve o Governo dê uma olhada melhor pro turismo e pra conservação da cidade, né? Acho que com toda sua história, ela merece.


1 visualização
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle